Comunidade do Batatã sofre com descaso do poder público

Comunidade do Batatã sofre com descaso do poder público

Foto: Hendrick Gaioso/Rádio Educadora

Ruas sem asfalto, coleta de lixo, saneamento básico e segurança. Nessas condições vive a comunidade do Batatã, localizada na margem da rodovia BR-135, com proximidade do bairro Tibiri. O local existe há cerca de sete anos e nunca recebeu algum benefício das autoridades públicas, o que favorece uma baixa qualidade de vida aos moradores.

Irismar Pereira, que vive na comunidade desde sua fundação, reclama das dificuldades que passa por morar em lugar com ruas em condições precárias: “Aqui na comunidade não entra coleta de lixo e nem ambulância. Se algum morador precisar de atendimento médico tem que ir ao Centro de Saúde do Tibiri, que é o mais próximo, ou ao centro da cidade”, contou. Já Francisca Helena, que mora no Batatã há apenas dois anos, se diz decepcionada com as promessas feitas em período pré-eleitoral e que nunca foram cumpridas: “Dois vereadores vieram aqui na época de campanha e nos prometeram melhorias, mas até hoje nada foi feito. É triste ver que o carro escolar que busca nossas crianças não pode entrar na comunidade pela falta de asfalto na rua”, lamentou.

Além disso, eles reclamam que assaltos e invasões de casas são contantes e que até o acesso da polícia militar é difícil na região.