Festejo de São José de Ribamar celebra o Ano Santo da Misericórdia

Festejo de São José de Ribamar celebra o Ano Santo da Misericórdia

A Festa ocorre de 9 a 18 de setembro, na região metropolitana de São Luís – MA

Setembro é o mês da tradicional festa de São José de Ribamar e a cidade já se prepara para acolher os milhares de romeiros e romeiras que virão para louvar a Deus e celebrar o santo Padroeiro do Maranhão. Em 2016, a novena apresenta o tema “São José de Ribamar, Santuário da Divina Misericórdia” e o lema “Sede misericordiosos, como o vosso Pai” (Cf. Lc 6,36), em sintonia com o Ano Santo da Misericórdia, proclamado pelo papa Francisco.

Imagem: Áurea Costa

Imagem: Áurea Costa

Segundo o reitor do Santuário, padre Cláudio Roberto, o festejo é a ocasião para que os romeiros usufruam da Misericórdia de Deus. “As romarias, missas, procissões, caminhadas e confissões são os momentos de evangelização de nosso festejo e eles irão se constituir em oportunidades para adquirir o perdão dos pecados. Além disso, é importante destacar a vivência e a prática das obras de misericórdia materiais e espirituais”, explica.

O lema, destaca ainda o reitor, “ressalta que o Santuário acolhe a todos manifestando-lhes em Jesus de Nazaré, filho de Maria e de José de Ribamar, o rosto caloroso da bondade e da ternura de Deus”.

Na programação, que será totalmente religiosa: missas, procissões, novena e louvor, dentre outros eventos, movimentará a cidade santuário. No dia 10 de setembro, a grande romaria “Caminho de São José de Ribamar” terá início às 19h, na igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na Cohab, em direção ao Santuário São José de Ribamar, percorrendo toda a extensão da rodovia MA-201. Na chegada, uma grande celebração campal acolherá os romeiros.

Além disso, a paróquia receberá, no dia 11, duas ordenações diaconais. Werley Leite, do Santuário de Ribamar, e José Castro, da Paróquia Nossa Senhora da Glória (bairro Alemanha). “Os dois fizeram uma preparação teológica e pastoral e, agora, a Igreja os ordena. Ambos passarão a somar conosco, podendo abençoar matrimônios, presidir batizados, proclamar o Santo Evangelho na missa e fazer pregações”, como ressalta o reitor.

Até o dia do encerramento, ainda haverá as romarias das crianças (11), da juventude e marítima (17). No dia 18, a procissão de encerramento sairá do Santuário às

16h, percorrerá a avenida principal da cidade e será encerrada com a missa campal presidida na concha acústica, pelo arcebispo metropolitano dom José Belisário da Silva.