História

História

Este site é ligado a Rádio Educadora AM que teve a sua primeira transmissão em 12 de junho de 1966.

A nova rádio foi uma iniciativa de Dom José Medeiros Delgado, Monsenhor Dr. Artur Lopes Gonçalves, Cláudio Brandt, Voltaire Frazão e Osvaldo Vasconcelos que tinham o sonho de levar a cultura popular e a educação, de forma mais rápida as mais distantes
localidades do Maranhão, principalmente à zona rural.

A rádio foi registrada em 24 de julho de 1960 e em 1962, através do decreto nº 815, o então Ministério de Viação e Obras Públicas liberou a concessão de funcionamento.

Quatro anos mais tarde, a Rádio Educadora Rural do Maranhão Ltda (AM) estava no ar sob a direção de José Maria Linhares. Seu primeiro endereço foi a Rua do Sol, 535, no centro de São Luís.

Inicialmente sua programação era feita por instituições públicas, como Secretária de Agricultura e Educação do Estado, Associação de Crédito Assistência Rural e Movimento de Educação de Base, uma vez que a rádio era mais voltada para a população rural do interior do estado. Mas, ao longo do tempo, a Educadora passou a ter sua equipe de produção própria, ganhou grande audiência e se mostrou atuante e profunda conhecedora dos problemas do campo e da necessidade de informação para todos, fato que faz hoje a rádio ser atuante no dia a dia das comunidades maranhenses.

A Rádio Educadora AM tem em sua história transmissões marcantes como em 1999, quando a emissora transmitiu, com exclusividade, e, em tempo real, as sessões das Comissões Parlamentares de Inquérito do Narcotráfico e do Crime Organizado, que investigaram políticos e empresários do Maranhão e do Brasil. Na época a Rádio Educadora AM teve uma das maiores audiências do rádio maranhense.

A Educadora também tem um grande destaque na área esportiva, conquistando espaço com as grandes coberturas, tanto em níveis local, nacional e internacional.

Mas o seu maior patrimônio é esta interelação entre a Rádio Educadora e a Comunidade. Criada para levar informação ao interior do Maranhão, a Educadora rapidamente passou a ser definida como “um porta-voz dos sem-voz”.Hoje a emissora serve como fonte de informação e entretenimento à classe rural e operária, fortalecendo a comunicação a serviço das bases católicas no Maranhão.

Com sua programação voltada também para o religioso, a Educadora integra a Rede Católica de Rádio (RCR), a maior rede de rádios do Brasil que conta com um pool de mais de 180 emissoras.

A emissora possui uma grade da programação moderna, voltada para os anseios dos ouvintes e está na internet.