Daniel Alves é liberado sob fiança após condenação por estupro

O ex-jogador Daniel Alves, sentenciado a quatro anos e meio por crime sexual, foi liberado da detenção nesta segunda-feira (25). Ele estava detido desde janeiro do ano anterior. Daniel deixou o presídio de Brians 2, em Barcelona, após pagar uma fiança de 1 milhão de euros (aproximadamente R$ 5,5 milhões), parte do acordo para obter liberdade temporária.

A saída de Daniel Alves ocorreu em meio a protestos na entrada da prisão, mas por uma razão diferente. O assassinato de uma cozinheira na prisão de Tarragona desencadeou uma série de manifestações por parte dos funcionários prisionais na Espanha nas últimas semanas. A polícia catalã teve que intervir para controlar os presentes na entrada do Brians 2 durante a saída de Daniel Alves.

A Justiça espanhola concedeu liberdade provisória ao ex-lateral na quarta-feira (20/3), contudo, estabeleceu algumas condições e medidas cautelares para isso. O pagamento da fiança de 1 milhão de euros foi a principal delas. Outra medida requer que ele compareça a uma audiência semanal, todas as sextas-feiras.

Daniel Alves permanecerá em uma mansão de luxo que adquiriu quando era jogador do Barcelona, nos arredores da cidade espanhola. Seus passaportes, espanhol e brasileiro, foram entregues às autoridades. Consequentemente, o ex-jogador está impedido de deixar o país. Além disso, ele está proibido de se aproximar a menos de mil metros da vítima e de manter qualquer contato com ela.

Desde o anúncio da decisão da Justiça espanhola de conceder liberdade provisória ao ex-lateral, o Ministério Público espanhol e os advogados da vítima se manifestaram contra a decisão. Entre os argumentos apresentados está o alto poder econômico de Daniel, o que poderia possibilitar uma fuga.

Daniel Alves foi condenado por estupro de uma mulher no banheiro da boate Sutton, em Barcelona, em 31 de dezembro de 2022.

Sobre Redação Educadora

Verifique também

Decisão Judicial: Município de São Luís tem seis meses para reformar Socorrão II

O juiz Douglas de Melo Martins, titular da Titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de …

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x