Foto: (Reprodução / Site da CNBB)

Em levantamento recente, Pastoral da Criança alerta para aumento de casos de desnutrição infantil no Brasil

Há 39 anos a Pastoral da Criança tem como um dos pilares do trabalho realizado junto às comunidades a busca por levar conhecimento e empoderar as famílias para que tenham uma alimentação saudável em qualidade e quantidade suficientes para todas as crianças e gestantes.

No entanto, em acompanhamento recente, a Pastoral alertou que os quadros de desnutrição de crianças brasileiras voltaram a aparecer e estão sendo somados a casos de obesidade, que continuam a subir. Ambas as situações trazem grandes riscos para o desenvolvimento integral das crianças e podem afetá-las durante toda a vida.

No Paraná, por exemplo, das 2.255 crianças acompanhadas pela Pastoral da Criança no Estado –  de dezembro de 2022 a fevereiro de 2023, – 3,2% apresentam quadro de desnutrição; 1,4% das crianças estão com desnutrição grave; 8,1% das crianças estão com sobrepeso e 4,7% das crianças estão com obesidade (avaliação pelo Índice de Massa Corporal para a Idade (IMC/idade). Na avaliação da altura, 9,7% das crianças acompanhadas estão com baixa estatura para a idade (desnutrição crônica).

“A qualidade da comida não está sendo adequada, por isso perde altura. E essa altura que a criança perde antes dos dois anos, dificilmente ela recupera, e isso causa uma série de problemas. Isso pode levar às doenças muito conhecidas na idade adulta: diabetes, hipertensão, a própria obesidade como efeito rebote da desnutrição infantil. Então, não é um problema só pra agora”, diz o médico e presidente da Pastoral da Criança, Nelson Arns.

O trabalho realizado pelos líderes da Pastoral da Criança, que incessantemente vão de casa em casa, mensalmente, para conversar com as famílias sobre o desenvolvimento infantil e realizam, periodicamente, o acompanhamento nutricional, foi inclusive tema de reportagem exibida pelo Jornal Nacional no dia 10 de março de 2023 e também do Boa Noite Paraná.

A reportagem mostra, dentre outras coisas, que o resultado do acompanhamento mensal contínuo realizado pela Pastoral da Criança também são assistidos pelo laboratório de avaliação nutricional de populações da Universidade de São Paulo (USP), que deu início, em abril de 2022, a uma discussão a respeito do estado nutricional infantil brasileiro nos últimos 50 anos.

“Característica do atendimento da Pastoral, junto com as diferenças que a gente observa entre as cidades que ela atende, sugere que esse é um dos fatores mais importantes na explicação dessa mudança, para a piora do estado nutricional das crianças”, explica o coordenador do local, Wolney Lisboa Condem.

Alimentação saudável

Além do acompanhamento, a Pastoral da Criança orienta às mães a como conseguirem uma alimentação equilibrada para crianças garantido nutrientes necessários. Disponibiliza diretamente para as famílias, através de aplicativo – App Pastoral da Criança + Gestante – o conhecimento necessário e seus líderes formam rede de solidariedade em torno das famílias que enfrentam maiores dificuldades, para que se tornem agente de sua própria transformação.

No site da Pastoral da Criança são disponibilizadas informações sobre alimentação saudável. Ouça os programas de rádio e as entrevistas; leia as orientações dos especialistas; faça a capacitação em e-alimentação, e siga as dicas da Pastoral da Criança feitas especialmente para tirar dúvidas e ajudar a garantir mais saúde e qualidade de vida para você e sua família.

 

Fonte: (Rádio Educadora do Maranhão / Site da CNBB)

Sobre Redação Educadora

Verifique também

A oração do Papa pelos gaúchos

Papa recorda durante o Regina Caeli o drama vivido pela população do Rio Grande do …

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x