Com auxílio dos bombeiros, Governo já entregou mais de 4 mil cestas básicas às famílias afetadas pelas chuvas (Foto: Divulgação)

Governo entrega mais de 4 mil cestas básicas aos municípios afetados pela chuva

O Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBBMA) segue monitorando as informações meteorológicas e gerenciando a operação de auxílio aos municípios afetados pela chuva e enchentes. Em nota divulgada nesta quinta-feira (6), a corporação afirmou que cinco cidades maranhenses decretaram situação de emergência: Mirador, Grajaú, Barra do Corda, Jatobá e Paraibano. Ainda de acordo com a CBMMA, equipes de bombeiros, viaturas e embarcações estão sendo enviadas para as regiões mais atingidas pelas chuvas.

Nesta sexta-feira (7), uma comitiva formada pelo vice-governador Carlos Brandão, pelos secretários de Estado Carlos Lula (Saúde), Clayton Noleto (Infraestrutura) e Márcio Jerry (Cidades e Desenvolvimento Urbano), e pelo comandante do CBMMA, coronel Célio Roberto, estarão em Mirador, Colinas e Grajaú. Diagnosticado com Covid-19, o governador do Maranhão, Flávio Dino, está impossibilitado de observar os trabalhos de perto, mas ele segue acompanhando a situação dos municípios por meio do comitê estadual criado para enfrentar o problema.

Na cidade de Mirador, onde a elevação do nível do rio Itapecuru provocou a destruição de casas, interrupção de vias públicas e deixou mais de 200 famílias desabrigadas e desalojadas, algumas vias do município começaram a ser liberadas, com o volume de água do rio, que diminui nas últimas 24 horas. Apesar do cenário mais favorável, o estado de alerta permanece. “Equipes do Corpo de Bombeiros e agentes municipais trabalham na distribuição de alimentos, medicamentos e na remoção de famílias das áreas de risco. Nas últimas 24 horas o volume do rio diminuiu 23 centímetros, algumas vias já foram liberadas, porém, segue o estado de atenção na cidade”, informou o CBMMA.

Fornecimento de alimentos

Em uma rede social, Flávio Dino destacou a entrega de cestas básicas como uma das ações do Governo do Estado em apoio às famílias. Segundo a Secretaria de Estado de Governo (Segov), até o momento já foram entregues 4.250 cestas de alimentos, sendo 2.150 cestas básicas para a cidade de Colinas e região, 1.000 para a cidade de Mirador e 750 para a cidade de Imperatriz.

“Secretário Diego Rolim [Meio Ambiente], equipes da Saúde e da Segurança continuam o trabalho hoje em Mirador. Águas baixando, graças a Deus, mas ainda temos ruas alagadas e famílias desabrigadas. Entre as ações do Governo do Maranhão, estamos entregando cestas básicas”, comunicou o governador.

Ainda segundo o Corpo de Bombeiros, até agora foi registrado nos cinco municípios mais afetados com as fortes chuvas, um total de 298 famílias desabrigadas e outras 322 desalojadas. Entre os prejuízos contabilizados em Mirador, estão: interdição de 20 estradas para povoados, transbordamento de quatro açudes, desabamento de 16 pontes e de nove casas.

Em apoio à população miradoense, o CBMMA montou uma força tarefa com 40 bombeiros trabalhando na operação de auxílio às vítimas. No município, a quantidade de famílias desalojadas caiu para 119 famílias, com outras seis famílias desabrigadas.

Apoio em Imperatriz e mais cidades em alerta

Na cidade de Imperatriz, no Sul do Maranhão, 241 famílias estão desabrigadas ou desalojadas. O nível do rio Tocantins segue estável na marca de 9,4 metros. Equipes do 3º Batalhão do CBMMA receberam o reforço de homens do exército e permanecem com o trabalho de auxílio às famílias.

Em decorrência da manutenção das chuvas no Maranhão, outros municípios seguem em alerta: Trizidela do Vale, Pedreiras, Itapecuru Mirim, Santa Rita; Pirapemas e Cantanhede. Em todo o Maranhão, 620 famílias estão entre os desabrigados e desalojados.

 

Fonte: (Rádio Educadora do Maranhão / Governo do Maranhão)

Sobre Redação Educadora

Verifique também

São Luís ganha novo cartão postal com a urbanização da Praia do Bonfim

Na tarde desta quinta-feira (30), a urbanização da orla marítima da Praia do Bonfim, conhecida …

Deixe um comentário