domingo , 7 março 2021

Perito conclui que assinatura de Gleydisson em contrato é falsificada

Por outro lado a equipe Rubro Negra segue sua preparação para a importante partida diante do CSA.
Em outubro de 2020, o Imperatriz enviou à Justiça Desportiva do Maranhão uma notícia de infração contra o Moto Club de São Luís, apontando irregularidade na formalização do contrato do atleta Gleydisson Rocha. Segundo consta no processo, agora corroborado pelo laudo pericial, não foi o atleta quem assinou seu contrato de trabalho, conduta irregular, conforme o artigo 33 do Regulamento Geral das Competições, artigo 5º do Regulamento do Campeonato Maranhense 2020 e artigo 6º e parágrafo 2 do Regulamento Nacional de Registro e Transferência de Atletas de Futebol.
Caso a justiça acate as provas apresentadas pela defesa do Imperatriz, o Moto Club pode perder pontos na classificação geral do Maranhense 2020, além de ser rebaixado. Para o Cavalo de Aço, significa entrar na vaga da Copa do Brasil até então ocupada pelo clube da capital.
Por outro lado a equipe Rubro Negra segue se preparando para o segundo jogo da Pré-Copa do Nordeste. O treinador Marcinho dessa vez teve um maior tempo de preparação para montar a melhor estratégia para o jogo difícil diante do time alagoano. Guerreiro que espera contar com atletas regularizados e reforços que irão chegar no time motorizado.
Moto Club e CSA se enfrentaram novamente valendo vaga na fase de grupos do Copa do Nordeste no dia 26 de janeiro. O primeiro duelo terminou empatado em 0 a 0 no Nhozinho Santos em São Luís. Um novo empate no Rei Pelé, em Maceió leva a decisão para os pênaltis. O Papão do Norte precisa apenas de uma simples vitória para conseguir uma vaga na fase de grupos da Copa do Nordeste do ano de 2021.
Nenhuma descrição de foto disponível.
 
 
 
 
 
 
 

Sobre Redação Educadora

Verifique também

Reapresentação do Juventude Samas contará com elenco ainda em construção.

O Juventude Samas marcou sua reapresentação para o dia 22 de janeiro na cidade de …

Deixe uma resposta