Foto: Reprodução/ Mirante

Rodoviários do transporte semiurbano entram em greve em São Luís

Os rodoviários do transporte público semiurbano, que atendem os municípios da região metropolitana de São Luís, iniciaram uma greve desde as primeiras horas desta quinta-feira (25) na capital.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (STTREMA), Marcelo Brito, um atraso no salário deste mês motivou a paralisação de rodoviários logo no começo do dia. As empresas do transporte semiurbano da Grande São Luís deveriam ter efetuado o pagamento aos trabalhadores desde o dia 20.

Com a paralisação, estão sendo prejudicados usuários do transporte público de Paço do Lumiar, Raposa e São José de Ribamar.

Passageiros buscam alternativas

Por conta da greve, os usuários do transporte coletivo estão sendo obrigados a buscar alternativas para não deixar de cumprir os seus compromissos. Devido ao anúncio inesperado da paralisação, as paradas de ônibus continuam lotadas nas regiões afetadas.

Dentre os meios de transportes alternativos utilizados pelos passageiros estão vans, mototáxis e transporte por aplicativo. De acordo com o Sindicato, ainda não há previsão para o retorno dos coletivos.

Por meio de nota, a Agência de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) disse que repassou o subsídio às empresas do transporte semiurbano no último dia 11 de abril e que é delas a responsabilidade de efetuar o pagamento dos funcionários. 

Leia na íntegra:

“A Agência de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) informa que foi realizado o pagamento do subsídio às empresas do transporte semiurbano no último dia 11 de abril, que não é destinado à remuneração de funcionários. O pagamento dos funcionários é de responsabilidade das empresas de transporte público.

A MOB destaca que em casos de grandes dificuldades por parte das empresas, que resultem no comprometimento do serviço prestado, poderá ser feita intervenção ou mesmo substituição para que os usuários não sejam prejudicados.

Destaca ainda que está em processo de análise, buscando a total licitação do sistema de transporte semiurbano no Maranhão”.

Última paralisação

Em fevereiro deste ano, após três dias de greve, os rodoviários chegaram a um acordo com a classe patronal sobre o reajuste salarial e os benefícios.

A decisão aconteceu após o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) oferecer uma contraproposta com redução do valor do ticket alimentação, não assegurar a manutenção do plano de saúde e não ofertar qualquer percentual de reajuste nos salários, enquanto a categoria quer garantir todos esses direitos.

O último impasse na negociação para o encerramento da greve dos rodoviários na Grande São Luís foi resolvido após a Prefeitura de São Luís e a Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) se comprometerem a fazer o repasse do acréscimo de R$ 0,65 no subsídio ao SET, que terá de mostrar mensalmente quantos usuários do transporte público foram beneficiados com esse pagamento.

Fonte: G1.ma

Sobre Emanuelly Lima

Verifique também

Vagas de emprego disponíveis

O Sistema Nacional de Emprego (Sine) do Maranhão oferta oportunidades de empregos diariamente em diferentes …

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x