Defensoria lança campanha de enfrentamento à violência contra o idoso; confira programação

Em parceria com a Rede Nacional de Defesa e Proteção da Pessoa Idosa (Renadi), a Defensoria Pública do Estado (DPE/MA), por meio do Centro Integrado de Apoio e Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa (Ciapvi), iniciou as atividades da Campanha de Conscientização sobre a Violência contra a Pessoa Idosa, alusivo ao “Junho Violeta”. O evento que marcou a abertura dos trabalhos aconteceu na sede da DPE, em São Luís, nesta segunda-feira (03), sob a condução da defensora-geral em exercício, Cristiane Marques.

O Ciapvi, que atua em conjunto com o Núcleo de Defesa do Idoso, da Pessoa com Deficiência e da Saúde da DPE, de janeiro até maio deste ano, realizou mais de 330 acolhimentos relacionados à violência contra idosos, dentre os quais se destacam agressões físicas, psicológicas e até abuso financeiro.

Com o tema “Idade não é desculpa, direitos não envelhecem”, a campanha movimentará a capital e o interior do estado, com palestras, ações sociais voltadas para o público-alvo, exposições, passeatas, além de plantões de conscientização.

“Teremos todo um mês, com uma programação muito rica, para suscitar esta discussão tão importante para o segmento, para dar visibilidade à valorização do idoso, para que respeitem e garantam a dignidade destes cidadãos que tanto contribuíram para a sociedade”, destacou Cristiane Marques.

Quem também esteve no lançamento da campanha foi o corregedor-geral da DPE/MA, o defensor público Aldy Mello Filho. “Devemos compreender que o envelhecimento populacional demanda do poder público, em seus mais variados setores, uma mudança de paradigmas culturais, sociais e econômicos. E este processo de envelhecimento requer a execução de políticas públicas permanentes, que possam respeitar a pluralidade e a especificidade do segmento, para efetivamente garantir direitos humanos e um envelhecimento digno e saudável”, afirmou.

Os objetivos da campanha foram apresentados pela coordenadora do Ciapvi, Isabel Lopizic, à frente da iniciativa pela DPE/MA. “O idoso precisa ser respeitado. Precisa viver sem violência. A sociedade deve garantir um envelhecimento saudável e digno. Portanto, estamos aqui para reafirmar este compromisso de todos na efetivação desses direitos”.

Além dos integrantes da Administração Superior da Defensoria, ainda estiveram presentes na mesa de abertura os defensores públicos Vinicius Goulart e Cosmo Sobral, titulares no Núcleo de Defesa do Idoso, da Pessoa com Deficiência e da Saúde da DPE; o promotor de Justiça Alenilton Silva; a ouvidora-geral da DPE, Fabíola Diniz; a coordenadora do Ciapvi, Isabel Lopizic; o presidente da Associação Nacional de Gerontologia do Maranhão, Rafael Abreu Lima; o presidente do Conselho Estadual dos Direitos do Idoso (Cedima), Glecio Sandro Silva; a coordenadora do Conselho Municipal dos Direitos do Idosos, Déborah Lopes Jatahy; a  coordenadora do Fórum das Entidades Maranhenses de Defesa e Proteção dos Direitos do Idoso (Femadi), Adalgisa Drumond; e a representante da Corregedoria-Geral de Justiça, a juíza Lavínia Coelho.

Data – A campanha faz referência ao 15 de junho, data declarada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa como o dia de conscientização da violência contra o segmento, desde 2006. O principal objetivo do dia é criar uma consciência mundial, social e política, da existência da violência contra a pessoa idosa, a partir do fortalecimento das mais diversas formas de prevenção deste tipo de conduta.

Confira a programação completa do Junho Violeta:

PROGRAMAÇÃO GERAL – JUNHO 24

Sobre Matheus Coimbra

Verifique também

Brasil se aproxima de 6 milhões de casos e 4 mil mortes por dengue

O painel de monitoramento de arboviroses do Ministério da Saúde contabiliza 5.968.224 casos prováveis de …

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x