Representantes de emissoras de rádios católicas debatem migração de Rádio

Representantes de emissoras de rádios católicas debatem migração de Rádio

25443_ver

O Encontro Nacional de Rádios Católicos foi realizado em Aparecida na quinta-feira, 18 e contou com mais de 60 representantes de rádios do Brasil, em Aparecida, (SP).

A Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e Rede Católica de Rádio, (RCR), organizaram o Encontro Nacional de Rádios Católicas do Brasil. O evento aconteceu nesta quinta-feira, 18, na Pousada Bom Jesus, em Aparecida, (SP), com a presença religiosos e representantes de emissoras de Rádio Católicas do Brasil, com o tema central “Sistema de Migração de Rádio” adotado no Brasil.

Os organizadores do Encontro Nacional de Rádios Católicos foram os representantes da Comissão para Comunicação da CNBB, Pe. Rafael Viera e Pe. Antonio Xavier Batista; o presidente da RCR, frei João Carlos Romanini e a vice-presidente da RCR, Angela Moraes, representando a Signis Brasil, Sérgio Gheller.

O encontro quis proporcionar aos radiodifusores católicos, conhecer mais profundamente as implicações técnicas que envolve a Migração do Rádio AM para FM com palestras dos engenheiros Cláudio Lorini, de Porto Alegre, (RS) e de Aurin Palacin Júnior, Aparecida (SP). Os palestrantes ajudaram os radiodifusores ter conhecimento para futuras decisões em suas emissoras, seja jurídica ou técnica, embasadas na legislação vigente.

O engenheiro Claudio Lorini, disse aos radiodifusores, “Devemos começar a preparar as infraestruturas; seja na logística para poder montar as emissoras; investimento econômico de fazer uma avalição do valor a ser empregado”. Continua Lorini, “Atender a parte jurídica do Ministério das Comunicações: procedimento seguinte executar os projetos técnicos, apresentar a documentação, pagar o boleto e providenciar toda a parte de instalação. Pois a partir do momento que tiver a autorização da Anatel para o uso da rádio frequência, teremos um prazo de 60 dias para operar”.

A principal preocupação que deve existir é um estudo da área de cobertura atual com emissora de AM, disse o engenheiro Aurin Palacin Júnior, “Quando se faz uma análise técnica estudar minuciosamente a área de cobertura e enquanto a transmissão verificar se aquela FM atende o que a AM preenchia”.

Para o presidente da RCR, Frei João Carlos Romanini, disse “Estou feliz em primeiro lugar com a adesão dos participantes, pois, tivemos representantes das emissoras católicas deste o Amazonas, de Rondônia, do Nordeste ao Sul. Foi um encontro extremamente positivo, o radiodifusor católico que alternativas para o seu negócio e tirando dúvidas para enfrentar este período de transição, onde serão investidos muitos recursos. E que bom que como RCR e Igreja podemos oferecer  este encontro para que  todos entendamos este processo de Migração com tranquilidade”.

“Este encontro mostrou mais uma vez de que podemos trabalhar juntos em harmonia e ajudando muito a Igreja no Brasil que foi representando pela iniciativa da Comissão da Comunicação da CNBB e com a resposta firme e organizada da Rede Católica de Rádio que também ajudou na coordenação”, disse o assessor da Comissão de Comunicação Pe. Rafael Viera. Continua Pe. Rafael, “O Conteúdo foi também de grande qualidade. Os dois engenheiros que nos ofereceram as palestras foram muito claros, técnicos e de maneira que tenho certeza que todos os participantes ficaram satisfeitos de poder vir aqui em Aparecida, e todos saíram recompensados pela qualidade das conferências que foram feitas”.

O Encontro Nacional de Rádios Católicas também foi uma oportunidade para os representantes das emissoras se inteirassem das atuações e bem como traçar  ações conjuntas com a Rede Católica de Rádio, apresentada pelo presidente da RCR, Frei João Carlos Romanini. Na oportunidade os Rádiodifusores puderam conhecer as 7 Geradoras Regionais (Rede Aparecida / SP; Rede Canção Nova / SP; Rede Milícia Sat / SP; Rede Pai Eterno / GO; RedeSul de Rádio / RS; Rede Scalabriniana / RS; Rede Evangelizar é Preciso / PR).

Impressões do encontro

Alessandro Gomes, da RCR de Vitória, disse, “O encontro foi muito bom pelo ponto de vista da integração onde teve trocas de experiências e ouvir o que os profissionais têm para dizer sobre a Migração. Mas a troca de experiências é importante para saber o que cada um tem feito na sua região e isto ajuda muito de saber que juntos podemos fazer melhor”.

Alessandro Calixto, Rádio da Família, de São Sebastião do Paraiso, MG, disse, “Eu acredito muito na unidade, foi isto que o encontro promovido pela RCR, me provocou. Essa unidade provoca uma sensação de força, de fortalecimento. A partir desta integração, as emissoras católicas podem galgar um espaço melhor”.

Padre Cláudio Roberto, Arquidiocese de São Luís do Maranhão, da Rádio Educadora, disse, “Estamos aqui para tirar dúvidas da parte técnica, da infraestrutura, este encontro é importante para a nossa equipe aqui presente. Eu peço que este tipo de encontro possa ser promovido mais vezes. Este foi um encontro formativo se no próximo pudesse ser mais interativo ainda melhor, para pegar mais experiências”.

Fonte: http://www.rcr.org.br/noticias/ver/representantes-de-emissoras-de-radios-catolicas-debatem-migracao-de-radio