terça-feira , 11 maio 2021

Criptomoedas: Saiba o que é e como investir.

Criada por um usúario com pseudônimo de Satoshi Nakamoto em meados de 2009 as criptomoedas foram inicialmente elaboradas para servir como descentralizador de pagamentos e trazer a seus usuários segurança e possibilidade de altos ganhos com investimentos.

O Bitcoin(BTC) é a mais conhecida criptomoeda. Este é o primeiro sistema de pagamento global totalmente descentralizado, o projeto dessa criptomoeda foi utilizado no inicio da crise financeira global de 2008 no mercado americano de hipotecas para substituir o dinheiro de papel e eliminar a necessidade de ir ao banco para intermediar alguma transação financeira.

atualmente existem diversos tipos de criptomoedas na rede mundial e como toda moeda, existem vantagens e riscos para investimento. As moedas digitais possuem algumas vantagens sobre moedas fisicas e outros tipos de investimentos, listamos alguns deles:

  • liberdade de Pagamento
  • Taxas baixas
  • Segurança
  • Transparência
  • Grau de aceitação
  • Volatividade 

Como investir em Criptomoedas:

Uma das formas de investimento em criptomoedas utilizam negociação direta em fundos de investimento com corretoras especializadas comprando derivativos no exterior. Essas carteiras exigem investimento de R$5.000,00 ou menos uma boa alternativa para o investidor iniciante que não quer se expor ao risco do mercado financeiro.

Outra forma de investimento financeiro é por meio de investimento em uma corretora especializada, a chamada exchanges. Inicialmente é necessário fazer um cadastro com dados pessoais, informando ainda sobre algum tipo de documento que comprove a identidade do investidor, algumas corretoras utilizam como aporte de segurança a utilização de senhas e tokens, depois transfere-se o dinheiro, e começa a operar com auxilio de um consultor financeiro.

Fonte: Infomoney

 

Sobre Valeria Baldez

Verifique também

Leilões de concessão de aeroportos diminuem o Custo Brasil

Nos próximos 30 anos, 22 aeroportos brasileiros serão administrados por empresas privadas. Os contratos foram …

Deixe uma resposta