Taxistas paralisam vias de São Luís em protesto contra o Uber

Taxistas paralisam vias de São Luís em protesto contra o Uber

Foto: Marcos Anddrey/Educadora AM

Foto: Marcos Anddrey/Educadora AM

Durante a manhã desta segunda-feira (21), a população de São Luís foi surpreendida por uma manifestação de taxistas contra o funcionamento dos carros da Uber, que oferece serviços semelhantes ao tradicional táxi, porém por meio de um aplicativo de celular. A categoria alega que não há fiscalização do serviço na capital maranhense e cita a Lei 9.503 do Código de Trânsito Brasileiro, considerando a atividade irregular.

Como forma de chamar a atenção das autoridades responsáveis, foi organizada uma paralisação, concentrada na Avenida Beira-Mar, que causou engarrafamento de carros e ônibus em várias vias de acesso ao centro da cidade, como a Avenida Getúlio Vargas, Kennedy, Camboa, Avenida dos Franceses e pontes como José Sarney e Bandeira Tribuzzi.

Transtornos

Quem precisou sair de casa com hora marcada para trabalhar ou estudar se viu em uma situação difícil. Matheus Paixão, que mora na cidade de São José de Ribamar, e precisa se deslocar para trabalhar no Centro precisou descer do ônibus onde estava para seguir caminho andando e reclama: “Os taxistas poderiam protestar de outra forma, porque assim eles acabam atrapalhando a vida da população”.

Foto: Marcos Anddrey/Educadora AM

Foto: Marcos Anddrey/Educadora AM

A polêmica do Uber

Não é a primeira vez que os taxistas realizam uma manifestação contra os serviços da Uber na capital maranhense. Na manhã do dia 24 de abril, os motoristas realizam uma carreata contra o aplicativo, causando engarrafamento por onde passou.

O serviço começou a operar em 21 de fevereiro deste ano, e desde então os taxistas começaram a pressionar a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) contra sua atuação da Uber na cidade. Em março, usuários lançaram um abaixo-assinado on-line em defesa da permanência da empresa, pressionando a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) e os vereadores a não interferirem no funcionamento da Uber.

Em maio, uma enquete promovida no site da Câmara Municipal de São Luís registrou que 91% das pessoas consultadas apoiam o serviço do Uber. Em contrapartida, apenas 7% concordaram com o parecer dos vereadores da cidade e votaram pela manutenção do veto ao Uber.

Colaboração: Hendrick Gaioso, Talita Emmyle e Marcos Anddrey